top of page
  • Foto do escritorVinicius Fonseca

Nike diz que encerrou contrato com Neymar por caso de abuso sexual



A Nike informou oficialmente que encerrou seu contrato com o jogador Neymar porque ele se recusou a cooperar com uma investigação sobre acusações de agressão sexual feitas contra ele por uma funcionária da empresa.


Neymar que joga atualmente no Paris Saint-German e que foi contratado recentemente pela PUMA, nega as acusações e diz que o contrato com a Nike foi encerrado por razões comerciais.


Pela nota enviada à CNN, a marca considera as alegações sobre um incidente em 2016 críveis, mas que uma investigação independente sobre o caso não foi conclusiva. "Nenhum conjunto de fatos emergiu que nos permitiria falar substantivamente sobre o assunto. Não seria apropriado para a Nike fazer uma declaração acusatória sem ser capaz de fornecer os fatos de apoio", disse a nota da empresa.


A assessoria de Neymar disse que o atleta se “defenderá vigorosamente” caso haja alguma alegação, qualificando a acusação como infundada.


“É bem estranho um caso que supostamente aconteceu em 2016, com alegações feitas por uma funcionária da Nike, aparecerem apenas neste momento”, disse a nota da assessoria do jogador.


A Nike e Neymar se pronunciaram depois que uma reportagem do Wall Street Journal. Até então, a Nike não havia se posicionado publicamente sobre o encerramento do contrato com Neymar – que tinha duração de 15 anos e foi rompido ainda com 8 anos restantes.


Segundo a empresa, o caso foi relatado oficialmente à empresa em 2018 em um fórum interno, mas só foi investigado a partir de 2019 para respeitar a funcionária.


“Apesar de estar preparada e pronta para investigar naquele momento, a Nike respeitou o desejo inicial da funcionária de manter o assunto em sigilo e evitar uma investigação (...) Em 2019, quando a funcionária posteriormente manifestou interesse em prosseguir com o assunto, agimos imediatamente.”





0 comentário

Comments


bottom of page