Buscar
  • Vinicius Fonseca

Explicamos passo a passo a polêmica do Nike Air Max 97 "Satan" de Lil Nas X e MSCHF

Atualizado: Mar 31



Sim, nós sabemos, você provavelmente já leu umas doze "fake news" diferentes sobre o que realmente é o Nike Air Max 97 "Satan" de Lil Nas X, mas muita calma nessa hora que temos um "breakdown" de toda a história para você entender tin tin por tin tin do que realmente aconteceu.


Vamos começar em 2019 quando tivemos um custom (uma customização) de um AM 97 com referências a Jesus, com direito a água benta dentro da bolha de ar e tudo mais. Dois anos depois, temos o anúncio que Lil Nas X lançaria o mesmo tipo de customização, mas com o tema invertido, dessa vez inspirado pelo Diabo e com gotas de sangue na bolha de ar.



Certo, agora que vocês entenderam o início dessa linha do tempo, vamos dar nomes aos bois. Ambos os pares customizados foram feitos pela mesma empresa, a MSCHF.


Então, não, a Nike não lançou um tênis inspirado pelo Diabo e com sangue na bolha de ar. O que aconteceu foi a contratação da empresa MSCHF, que realiza tênis customizados, por Lil Nas X, que resultou na criação desse Air Max 97. Ou seja, tudo foi pensado pelo rapper e executado pela empresa MSCHF utilizando o AM 97 como base, provavelmente para aproveitar o gancho da versão customizada que comentamos no início desta matéria.


O problema foi que a repercussão foi tão grande, que a mídia mainstream que não entende do assunto de uma forma tão aprofundada como nós sneakerheads, achou que a Nike havia produzido algo oficial, o que como vocês puderam ver, nunca aconteceu. Sendo assim, a marca do Swoosh precisou entrar com um processo contra a empresa de customização e soltar um comunicado oficial explicando que nada daquilo era feito diretamente por eles.


E como nós sabemos, com a internet e as redes sociais a todo vapor, a informação é tão rápida (e errônea), que em poucos minutos o estrago já está feito, causando uma dor de cabeça para a marca que ela nem imaginaria ter, e por isso, vimos a Nike se posicionando sobre o assunto, algo que, nem sempre é comum. Outra contextualização do lançamento desse tênis, é o fato da criação criar um link direto com o que o rapper apresentou em seu último single, "Montero", lançado no dia 26 de Março. Acreditamos que nem ele esperava que a customização de um tênis poderia ajudar o novo single a subir no topo das paradas como fez, mas no final, ele se provou um "gênio do marketing" (mesmo que sem querer) assim como foi feito na época de "Old Town Road".


Para concluir, a última polêmica vista na semana foi sobre o fato da Nike processar a versão "Satan" e não processar a versão "Jesus". Bom, para isso podemos imaginar que o impacto negativo com a versão do Diabo foi tão grande, que a empresa precisou tomar algumas medidas, diferentemente da repercussão do par visto em 2019. Além disso, customizações nesse mundo são bem comuns, e se cada marca fosse se manifestar por todos os custom que vemos por aí, elas não dariam conta.


E você, o que achou da customização encomendada por Lil Nas X? E a posição da Nike?